Reitor e Coordenador do Curso de Direito da Unimeta prestigiam o I Congresso da Magistratura do Acre

athenas Direito, Institucional

A Unimeta Centro Universitário, prestigiou a abertura do I Congresso da Magistratura do Acre, realizado nesta quinta, 21, no Pleno do Tribunal de Justiça. O evento é realizado pelo Tribunal de Justiça Acreano (TJAC) em conjunto com a Associação dos Magistrados do Acre (Asmac) e Escola do Poder Judiciário (Esjud).

Na ocasião, a instituição foi representada pelo reitor, Dawerson da Paixão Ramos, pelo coordenador do curso de Direito, Fábio Santos de Santana, e pela Dra. Maria Rosinete, juíza, mestre, escritora de diversas obras e professora da instituição.

“Este é um evento extremamente importante para a área jurídica do Acre. Além de contar com a presença de figuras ilustres do país, é a primeira edição de um congresso desse porte no estado” comenta Fábio Santos de Santana, coordenador do curso de Direito da Unimeta.

O evento tem como importância refletir sobre o reposicionamento do Magistrado perante a sociedade, sem esquecer a necessidade de valorização do Juiz e de sua imagem. Assim como salientar que o mundo está exigindo do Juiz uma nova postura – crítica, ética, proativa, aberta à sociedade e à dinâmica, e de aprendizagem constante.

Em sua abertura, acontece a palestra “Comunicação e o Poder Judiciário: a imagem do Poder Judiciário na atualidade” que será ministrada por Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Os desembargadores José Roberto Bedaque e Regis de Oliveira (aposentado) e o advogado Renato Silveira, todos de São Paulo, têm presenças garantidas.

O congresso também terá Reijjane Oliveira como palestrante. A magistrada é titular da 1ª Vara Criminal de Icoaraci e juíza-auxiliar da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica (Cevid) no âmbito do Tribunal de Justiça Pará.

A partir do segundo dia, será aberto à comunidade acadêmica. O credenciamento ocorre às 15h do dia 21 de novembro, no Pleno do Tribunal de Justiça. A atividade acontece das 16h às 19h30. Já no dia seguinte, a programação será das 8h30 às 17h30, na Escola do Poder Judiciário.