FAKECOVID19; PROFESSOR E ACADÊMICOS DA UNIMETA CRIAM PÁGINAS PARA COMBATE À FAKE NEWS EM MEIO A PANDEMIA DO COVID-19 (CORONAVÍRUS)

athenas Direito, Institucional

Professor e acadêmicos do curso de Direito da Unimeta Centro Universitário, da cidade de Rio Branco – AC, criaram páginas nas redes sociais para combater as notícias falsas que surgem frequentemente em todos os lugares por conta do coronavírus (Covid-19).

O projeto estende-se pelas redes sociais e outras plataformas online. Sendo, por enquanto, uma página no Facebook, uma no Instagram e a mais nova ferramenta utilizada pelo grupo, o Podcast, que está disponível também no Spotify. Em todos os canais o perfil identificado com o nome: @FakeCovid19/FakeCovid19.

O professor e coordenador do projeto, Charles Brasil fala mais sobre o objetivo principal deste trabalho, explicando o que é? Por quê? E Qual a importância e os efeitos que tudo isso pode refletir na sociedade.

“Combater as notícias falsas e promover a cidadania a partir da valorização dos direitos humanos e da dignidade humana. Uma notícia falsa pode levar as pessoas ao abismo. Combater a notícia falsa é promover a dignidade levando a informação correta para que as pessoas não sejam enganadas e que possam exercer seus direitos mais básicos.” Explica Charles Brasil.

Os outros integrantes do grupo são os alunos do 1°, 2° e 3° período do curso de Direito da Unimeta que atuam com a supervisão do docente. Divididos em grupos, todos desempenham um papel fundamental para o bom funcionamento das páginas.

“Este projeto tem ajudado muito minha vida, porque não é fácil ficar em casa sem ter alguma coisa para estar trabalhando a mente, seu psicológico. O professor Charles tem nos impulsionado a ter esse cuidado, essa preocupação em combater a fakenews. Para mim é um prazer estar participando desse projeto, eu trabalho mais nos bastidores, mais na parte de divulgação, pedindo ajuda nas redes sociais, pedindo que as pessoas nos mandem qualquer suspeita para podermos analisar juntamente aos sites oficiais, órgãos, para confirmar a veracidade da mensagem.” Pontua a acadêmica de direito, Mônica Nunes.

Juntos, podemos ver que o grupo já combateu diversas notícias, uma das mais recentes e que foi desmascarada, tratava-se de um link que circulava nas redes prometendo o cadastramento em um benefício do Governo Federal, um auxílio ajuda para as pessoas de baixa renda durante a pandemia do Covid-19, na qual pedia até informações pessoais dos interessados. A notícia foi informada pelo governo, mas o link não era oficial, muito menos a logo oficial da atual gestão.

As notícias que assim são analisadas e descartadas por se tratar de informações enganosas e equivocadas, são publicadas nas respectivas páginas com um selo na cor vermelha que identifica a mensagem como uma “Fakenews”.

Até o fechamento da edição desta matéria, o coordenador nos informou, de acordo com as estatísticas do Facebook que, uma publicação havia alcançado cerca de 9 mil pessoas, e que todas juntas, somam mais de 35 mil pessoas alcançadas de todos os lugares.

“Aproveito as plataformas para conversar com os alunos e a comunidade sobre o conteúdo da disciplina, e fazendo uma relação (ligação) com a prática que estamos passando por conta do coronavírus. É um momento oportuno para fazermos reflexão. Temos a produção (pessoal que cuida de fazer os cards e vídeos); A turma da divulgação (essa galera criou várias listas de transmissões entre amigos do grupo de risco (mas não só eles) para divulgar as fakenews e nossas informações corretas; A equipe de saúde mental, que são alunos que já tem uma formação na área da saúde). E a psicóloga Tatiana Mendes, uma amiga, nos ajuda nessas questões psicológicas.” Relata o coordenador.

O grupo está frequentemente em reuniões online para tratar e organizar os assuntos que devem ser explorados, analisados e publicados nas páginas. Estão sempre atentos aos clicks dos usuários de internet.

INSTAGRAM


A página da rede social no Instagram, já conta com mais de 50 publicações com assuntos relacionados com a temática do coronavírus (Covid-19).
Clique aqui para acessar, conferir as informações e seguir a página FakeCovid19, no Instagram.

FACEBOOK


Confira a página no Facebook, veja as interações entre os internautas e curta a página.
Clique aqui para acessar, conferir as informações e seguir a página FakeCovid19, no Facebook.

SPOTIFY


Esta plataforma já contem no perfil Fakecovid19 mais de cinco episódios.
Clique aqui para acessar e conferir as informações do perfil, no Spotify.

O projeto, segundo a coordenação, ficará ativo enquanto durar a pandemia e tiver notícias falsas sobre o covid-19.

A Unimeta está sempre atenta às recomendações dos órgãos governamentais, em relação a atual situação de pandemia, está sempre disposta para proporcionar o melhor aos seus alunos e colaboradores.


Sempre alcançando voos mais altos! UNIMETA

Fique por dentro de todos os comunicados oficiais da Unimeta relacionados ao Coronavírus, em nossa página criada exclusivamente para tratar sobre este assunto e em nossas redes sociais. Clique no link e acesse a página: https://unimeta.edu.br/coronavirus/


Siga a gente em nossas redes sociais:
• Facebook: http://abre.ai/aG8R
• Instagram: http://abre.ai/aG8T
• LinkedIn: http://abre.ai/aG8X